Sua loja pronta para vender em 5 dias

Você sabe o que é mídia programática?


Já se foi o tempo que anunciar na rádio, TV ou ter uma empresa aparecendo em destaque em uma manchete de jornal ou revista era um artigo de luxo para o negócio. Apesar dessas opções continuarem existindo, a mídia programática chegou para atuar de forma diferente.

A automatização dos processos interativos presente nas redes sociais é tão presente na vida da sociedade nos dias de hoje, que comparada à sua audiência, as mídias tradicionais não mais possuem grande impacto.

Lembrando que isso possui diversas consequências sociais, mas a principal questão em voga é como o marketing digital tem o potencial de gerar dinheiro para os mais distintos tipos de negócio do mercado.

A verdade é que até um serviço de limpeza em altura pode ser anunciado na internet, fazendo das telas ambulantes as novas vitrines do momento. 

De maneira especial, as redes sociais possuem plataformas que se tornaram as maiores lojas do planeta.

As ferramentas de anúncios online são verdadeiras máquinas de fazer dinheiro. De modo particular, elas trabalham em grande escala, e um dos seus principais atributos é a velocidade com que realiza operações automatizadas.

Uma vez que um forro de gesso pode ser anunciado, seja durante um dia ou mesmo semanas, no perfil da sua loja, gerando audiência superior a que teria na televisão durante uma semana inteira, este texto terá como finalidade abordar o tema da mídia programática.

Falando sobre o seu conceito e os seus benefícios mais conhecidos, o artigo deixará claro as razões pelas quais os anúncios online funcionam como um backdrop feito sob encomenda para a publicidade de uma loja.

Conceito de mídia programática

A mídia programática nada mais é que uma técnica automatizada para a realização da compra de mídia digital, na qual tudo ocorre por meio de plataformas disponíveis na web.

Constitui uma alternativa digital que possibilita a otimização dos investimentos para o alcance de melhores resultados através da reserva de espaços publicitários na internet.

Dessa forma, uma empresa que vende sistema de CFTV industrial, por exemplo, pode se beneficiar muito se, ao invés de fazer a sua aposta em qualquer outro canal de marketing, realizar o investimento em um projeto digital.

Tal como é possível observar nos resultados práticos de algumas ferramentas bem conhecidas, como Facebook Ads e Youtube Ads, a mídia programática conquistou mais simplicidade, eficácia e, em última análise, mais sucesso para o marketing das empresas.

Assim como era de se esperar, o fenômeno da mídia automatizada criou uma grande onda de inovações no mercado do marketing mundial, de maneira especial nas agências de publicidade digital.

Até porque a prática da negociação de espaços de publicidade que veiculam os anúncios na internet ficou muito mais simples, reduzindo pela metade o tempo de gestão e aplicação dos procedimentos até os anúncios começarem a rodar.

Ao se dar conta das vantagens da automatização da compra dos outdoors digitais, uma quantidade cada vez maior de empreendedores começou a investir em anúncios na web.

Até a comercialização de um simples papel para bandeja pela internet já tem o potencial de produzir caixa o suficiente para suprir as despesas de uma empresa com a publicidade de todos os outros produtos. 

Conforme apontado nos dados de uma pesquisa feita pela IAB Brasil, no ano de 2018, a mídia programática conseguiu movimentar dezesseis bilhões de reais no mercado nacional, uma vez que em 2016 era apenas um bilhão e novecentos milhões.

Tratou-se de nada mais nada menos que um salto de oitocentos e quarenta e dois por cento dentro do curto período de dois anos.

É possível concluir, portanto, que este modelo de marketing veio para ficar e pouco a pouco as grandes empresas estão percebendo o seu potencial.

Programática X Tradicional

Antes mesmo de descrever o funcionamento prático da mídia programática, é essencial fazer um adendo a respeito das diferenças existentes entre ela e a mídia tradicional.

O primeiro ponto é o já abordado fato de que uma é automatizada, enquanto a outra é manual. 

Enquanto na tradicional seria vinculado o anúncio de uma loja de autopeças em um outdoor, na programática a fundição peças automotivas é anunciada no Google.

Porém, fatores particulares como a precificação dos anúncios realizada por meio de onde a compra acontece também compõem o escopo das diferenças processuais.

No momento em que alguém adquire espaços publicitários na mídia tradicional, o preço da publicidade depende bastante do canal em que ele será inserido, como nos jornais, revistas, emissoras de TV ou de rádio.

Isso diz respeito a um processo que pede a existência de uma negociação prévia entre as partes, até tornar o acordo vantajoso para ambos os lados. Evidentemente, não é uma coisa tão simples de se resolver.

Já quando se trata da mídia programática, o anunciante tem a possibilidade de pagar pelo perfil do público de interesse por meio das plataformas digitais, fazendo pouca ou nenhuma mediação durante a negociação.

Tudo isso ocorre por meio de um dashboard, que nada mais é que um estilo de painel de controle onde é possível administrar as informações necessárias ao processo.

Basta que seja feita a segmentação do público alvo a ser focado pelo anúncio, upar as peças e fazer um lance para a compra de espaços. 

É possível, desta forma, traçar uma analogia até mesmo entre a mídia programática e o home broker, da bolsa de valores.

Muito é dito a respeito desse modelo de publicidade como dotado de processos automatizados ou programáticos. 

Isso se dá pelo fato de que da mesma forma que na bolsa, é a própria ferramenta que realiza boa parte do trabalho.

Como fazer na prática?

Para quem deseja se beneficiar do uso das plataformas digitais no âmbito da publicidade, é necessário respeitar três passos iniciais.

Em primeiro lugar, não se chega a lugar nenhum com o marketing digital sem antes entender as estratégias de mídias programática. 

O conteúdo semântico, a armazenagem de dados, a instalação de tags nos sites e a segmentação da campanha fazem parte disso.

Além disso, se faz necessário também construir uma lista de sites relevantes, para onde os lances serão dados.

Em segundo lugar, é necessário planejar a campanha, para isso, é necessário estipular o seu objetivo, público-alvo a mensagem a ser passada e a landing page, que nada mais é do que a página para receber aqueles que clicaram no anúncio.

Em terceiro e último lugar, é necessário separar as ferramentas que serão utilizadas e, para isso, é importante se atentar para a escolha.

É possível colocar a campanha na internet através de uma trading desk ou da DSP. Mas, é preciso se atentar para a diferença entre elas duas.

As trading desks são instituições que realizam o serviço de viabilização das campanhas dos seus clientes, desde o planejamento até o seu aperfeiçoamento.

Já as DSPs tratam-se de softwares que possibilitam o ajuste das campanhas e o acesso aos meios publicitários proporcionados de maneira online através das AdExchanges, que são as plataformas onde se negociam os anúncios.

Principais vantagens da mídia programática

Por fim, não seria de grande serventia abordar o conceito da publicidade digital automatizada sem considerar os benefícios que este estilo de marketing proporciona.

As lojas de materiais de construção ou vidraçarias, por exemplo, conseguem atingir muito mais gente com a propaganda de um serviço de fechamento de terraço com vidro por meio das plataformas digitais, com campanhas extremamente mais enxutas.

Assim, para fins categóricos, estão apontadas entre as principais vantagens de se investir em mídia programática a capacidade de possuir:

  1. Maior desenvolvimento da campanha;
  2. Possibilidade de ajustes;
  3. Grande alcance de audiência;
  4. Anúncios mais eficazes;
  5. Mais economia.

As campanhas de marketing digital podem ser muito mais desenvolvidas do que aquelas que são feitas na mídia tradicional. Além disso, esse estilo de propaganda rende durante muito mais tempo.

Por meio das plataformas digitais, os anúncios veiculados podem ser configurados e reajustados em tempo real com a campanha, isto é, mesmo depois de já terem sido postados.

Além do mais, como já foi dito diversas vezes, a publicidade digital tem um poder de alcance de audiência infinitamente maior e mais vasto que as emissoras televisivas e estações de rádio.

Isto é um diferencial no momento de se colocar na balança o que compensa mais, do ponto de vista financeiro, tanto para o gasto com propaganda, quanto para a aquisição de lucro através dela.

Desta forma, o resultado são anúncios muito eficazes e econômicos que, por sua forma, possibilitam que diferentes negócios, de diferentes tamanhos, tenham uma chance dentro do mercado digital.

Considerações finais

Portanto, como foi abordado em um exemplo no artigo, até mesmo um serviço de fechamento de áreas externas com vidro, de empresas tradicionalmente físicas, podem adquirir uma dimensão maior, estando apoiado no marketing digital.

Foi discorrido no texto o tema das mídias programáticas e as suas vantagens em relação aos meios convencionais de publicidade. 

Por meio do uso correto, é possível fazer de qualquer empresa, independente do seu tamanho, um negócio de sucesso.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Não achou o que procura? - Workleads

Não achou o que procura?

Pergunte para nossa equipe de especialistas, estamos prontos para lhe ajudar.

Fale com a nossa equipe Fale conosco